terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Espeleo Caurel - Espanha 7de Dezembro de 2007


para visualizar fotografias ir a
Álbum de Actividades


Sábado, dia 8 de Dezembro, estivemos em Caurel a realizar duas actividades de Espeleo.
Fizemos a Cueva de Ceza e a Sima de Aradelas.
O tempo não ajudou, uma vez que o nevoeiro, chuva e frio foram uma constante ao longo do fim de semana; foi pena, pois assim não pudemos apreciar a beleza paisagística do Caurel.
As fotos não mostram a beleza do que vimos, uma vez que é extremamente dificil fotografar nas grutas; a humidade e as particulas de pó que se levantam à nossa passagem formam uma espécie de espelho que praticamente anulam a boa visibilidade; com alguma sorte vai saindo uma ou outra, como foi o caso das que aparecem.
Terminámos a actividade de espeleo às 23 horas.
Do EC/DC estavam: Nino, Julian, José Luis e Jorge Nogueira. A Sara e o Alvaro são do Club Niphargus - Burgos e resolveram acompanhar-nos.
Acompanharam-me na viagem a Anabela e a Francisca!
Fiz 760Km, mas valeu a pena!

3 comentários:

Anónimo disse...

Caros amigos ,
As saudades são muitas !!! Por vezes a vontade de estar aí é tão grande que me "refugio" no site da Jav e neste Blog ( sim , já conhecia e já tinha deixado um comentario )Essa camaradagem, esses sentimentos de liberdade ,essa convivência saudavel , essa terapia que cura a alma !!!! Fico muito feliz de vos acompanhar , ainda que seja só á distância e atraves de imagens !!! Confesso que por vezes bate até uma pontinha de "inveja" de vos ver e sentir o quanto queria que a nossa convivência não tivesse terminado....foram tempos maravilhosos, inesqueciveis que guardo com muito cuidado !!! Talvez um dia quem sabe ....
Grande abraço de um observador atento .... não parem !!!!

Jorge Nogueira disse...

Obrigado Vitor Silva!
Tudo de bom para ti e familia!
Estamos com saudades do teu "mau feitio".
Falamos de ti várias vezes e do teu cafézinho!
Cá te esperamos ;)
Abraço

Profundezas... disse...

Sima Aradelas... é preciso ter coragem para descer 140m em calcários câmbricos e fixações quase tão antigas como a rocha onde se inserem... vale a paisagem e o encanto de encontrar calcário no meio de tanto xisto ;)

Um abraço,
SR.